rss search

I´ll be fine

line

Please Like Me, a série australiana da Netflix, me pegou. O millenium mais quero-ter-como-amigo do mundo, Josh Thomas é estranhamente tão próximo e querido, que gruda na mente. O sotaque peculiarmente tão  inglês de cada personagem  faz com que se queira reproduzir as falas e uma mudança para Austrália logo já, não cairia mal.

No plot está Josh jovem recentemente gay, ele mesmo roteirista e estrela da série, e sua turma apenas vivendo uma rotina honesta e talvez por isso um tanto dramática e engraçada. Sinceridade, confusão pra entrar na idade adulta e tempo de voltar atrás das decisões em uma classe média de primeiro mundo, norteia todos os curtos episódios das 4 temporadas disponíveis até agora. Assuntos tabus e outros nem tanto para tanta gente, como aborto, racismo, homofobia e um way of life LGBT de livre acesso sem hipocrisia,  deixam um gostinho de sarcasmo fino da vida real em cada capítulo.

Para completar tem essa música que me deixa alegre e alegre de novo, por permear todo o projeto, como um sinal de que se começamos pra cima, não importa como se está na altura da jornada, no final ficaremos bem.

Please Like Me é pura reflexão e diversão!



Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>